Foram encontrados 25 africanos e dois brasileiros em barco que estava à deriva próximo ao estado do Maranhão na noite desse sábado, 19. Um barco pesqueiro cearense localizou o grupo e conseguiu guiá-lo para o cais de São José do Ribamar. Um pescador foi identidicado por Raimundo Lima Patrício e o nome do barco salvador seria "Tampinha 1".


De acordo com a Capitania dos Portos do Maranhão, a embarcação que foi encontrada tinha uma bandeira do Haiti, apesar dos imigrantes serem da África. A Marinha recebeu a informação na manhã de sábado de que um barco estrangeiro estava próximo à costa do Maranhão. 

Imigrantes africanos foram localizados por um barco pesqueiro cearense. (Foto: Divulgação/ Governo do Maranhão)

Após acionado o Comando Tático Aéreo, a PM maranhense e o Corpo de Bombeiros fizeram buscas na região, mas o barco, chamado de “Rossana”, não foi encontrado. Segundo o governo do Maranhão, os imigrantes são advindos de Senegal, Nigéria, Guiné, Serra Leoa e Cabo Verde.


A Polícia Federal investiga se as pessoas estariam sendo transportadas para entrar no País de forma ilegal. Enquanto não há informações sobre o caso, os imigrantes seguem na capital do estado, São Luiz.

Eles receberam atenção médica, psicológica e estão sob tutela da Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular. Os africanos apresentaram quadro de desidratação, pois estavam há 35 dias à deriva.

Redação O POVO Online

Uma animação que mostra as angústias vividas por uma menina em tratamento contra o câncer tem comovido a internet desde que começou a ser veiculado no início de maio. O vídeo com situações da descoberta da doença pela família da garotinha, o acompanhamento médico e a tão aguardada cura soma cinco milhões de visualizações.

A produção feita para comunicar oficialmente a mudança do nome do Hospital do Câncer de Barretos (SP), referência no tratamento da doença no Brasil, para Hospital de Amor, ganhou grande repercussão e surpreendeu a direção.




Ainda em tratamento, garotinha ganha lambida do companheiro (Foto: WMcCann, Zombie Studio e Loud )
“Foi uma surpresa. Recebemos uma enxurrada de mensagens de pessoas felizes e emocionadas, comemorando a mudança do nome. Tivemos um ótimo retorno e de forma muito positiva, conseguimos passar a mensagem”, diz o diretor Henrique Prata.

Amor

De acordo com o diretor, a proposta de mudança do nome surgiu há quase três anos, com o intuito de refletir a realidade que a instituição representa para a sociedade.

“Durante meses fizemos uma série de grupos focais, com pacientes, funcionários, prestadores de serviços, público externo, com critérios de pesquisas, sobre a imagem que eles tinham do hospital. A palavra amor foi a mais falada”, afirma.

Em julho de 2017, as inaugurações de novos prédios da instituição pelo país, como a unidade em Porto Velho (RO), marcaram a transição. Mas a divulgação oficial do novo nome só foi possível com o lançamento do curta-metragem institucional, que viralizou nas redes sociais.

Com milhares de comentários na internet, a animação em 3D emocionou muitas pessoas, que se identificaram com as situações vividas pela personagem de uma garotinha, que passa por todas as fases e dificuldades enfrentadas por qualquer criança ou adulto doente, e se depara com a necessidade do tratamento.

O filme de quase três minutos demorou dez meses para ser finalizado e procura retratar o impacto não só na vida do paciente, mas na de familiares, profissionais de saúde e amigos que lidam com a doença. Ele mostra também que um dos remédios mais importantes nessa batalha é o amor.

Comoção

Segundo os criadores, a peça assinada pela agência WMcCann, Zombie Studio e Loud causou grande impacto por ser um tema sensível e comunicar que é necessário o amparo humanitário para ajudar as pessoas a superar o momento de dificuldade, que é a luta contra o câncer.

Credenciado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o hospital em Barretos recebe doações de todo o país e conta também com a ajuda de artistas, que costumam fazer shows beneficentes para ajudar a angariar fundos.

Milhares de pacientes de todas as idades e regiões do Brasil são encaminhados todos os anos a Barretos em busca da prevenção e da cura do câncer.

Doações

Excelência em oncologia, o Hospital de Amor de Barretos realiza, em média, seis mil atendimentos por dia, 100% gratuitos. Em 2017, o hospital recebeu 171.454 pacientes. Somente na área infanto-juvenil são realizados mais de 10 mil atendimentos por ano. O diretor acredita que a divulgação do vídeo contribuirá para que surjam mais doadores.

"Acredito que o vídeo apresentou o hospital e gerou uma memória afetiva nova ou renovada, e trará mais recursos", afirma Prata.

Ao longo de 56 anos, a instituição inaugurou unidades em Jales (SP) e Porto Velho (RO). Os Institutos de Prevenção, que realizam exames de diagnóstico precoce, estão presentes em Fernandópolis (SP), Porto Velho (RO), Ji-Paraná (RO), Campo Grande (MS), Nova Andradina (MS), Juazeiro (BA), Lagarto (SE) e em Campinas.



Fonte: G1
Depois de três dias de debates sobre os caminhos para que o setor hoteleiro retome os trilhos do crescimento após três anos de perda de receitas, o 60º Congresso Nacional de Hotéis (Conotel) foi encerrado sexta - feira(18), com a análise de números que indicam um cenário pouco alentador para o segmento em curto prazo.
Chefe da Divisão Econômica da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o economista Fábio Bentes afirmou que o segmento de serviços, em especial o turismo, ainda não conseguiu superar a crise econômica que teve início em 2014. Pelos cálculos de Bentes, após ter registrado uma queda de 6% da receita real no ano passado, o setor este ano deve enfrentar uma nova redução das receitas, da ordem de 4%.

(Fernando Frazão/Agencia Brasil)

“O que podemos constatar a partir do desempenho recente é que a crise ainda não acabou. Ainda existe muito terreno para ser recuperado após a fortíssima queda [da atividade] dos últimos anos”, declarou o economista. Segundo ele, entre 2015 e fevereiro de 2018, a perda de faturamento do turismo no Brasil chegou a R$ 157 bilhões.
Para Bentes, apesar da lenta retomada, o cenário para 2018 é um pouco menos desalentador que o de anos recentes. Pelos cálculos da entidade, “neste ritmo, o setor de turismo só vai conseguir ultrapassar a atual situação em 2020”.
Além de incertezas políticas e problemas econômicos, outro problema que ajuda a retardar a retomada do crescimento verificado até 2014 está o aumento da sensação de insegurança. Um recente estudo da CNC concluiu que só o Rio de Janeiro, no ano passado, perdeu R$ 1 bilhão com os impactos negativos da violência.
Após lembrar que o turismo responde por 8% do emprego formal no país, Bentes demonstrou que, entre 2015 e 2017, cerca de 7 mil estabelecimentos de hospedagem fecharam as portas em todo o país, encerrando milhares de postos de trabalho formal.
Não fosse pela recente crise, o setor de turismo só teria motivos para comemorar. Descontados os últimos resultados (2014-2017), o setor cresceu, em média, 22% ao longo de uma década (2006-2016), com destaque para as regiões Norte e Nordeste.
Otimismo
Já a chefe da Divisão de Inteligência Competitiva da Embratur, Angela Baltazar, procurou devolver o otimismo aos empresários que permaneciam no Centro de Eventos. Representante da autarquia federal responsável por promover os destinos turísticos nacionais, ela defendeu que a hotelaria tem muito potencial para continuar crescendo, já que a América Latina é “a bola da vez” e até mesmo a desvalorização do Real pode ser positiva para o turismo, já que torna o país mais barato e atraente para os turistas estrangeiros.
“Baseados nos dados da OMT [Organização Mundial do Turismo], o que podemos dizer é que o turismo vai continuar crescendo em todo o mundo. Os europeus, os chineses, e tantos outros vão continuar viajando. O que precisamos é saber nos promover. E superar as muitas pautas negativas, já que, quando nos visitam, os turistas estrangeiros se surpreendem positivamente”, disse Angela, destacando que os brasileiros também continuam viajando. “Os aeroportos estão lotados.”
Fonte: Agência Brasil
Em menos de dois meses, as mudanças no atendimento do INSS em São Paulo aumentaram em 37% os processos de segurados sob análise do órgão.
Na prática, isso significa que quem agenda um pedido de benefício hoje tem mais chances de esperar menos pela concessão ou, ao menos, pode receber mais valores em atrasados.
Em 19 de março, a Superintendência do INSS em São Paulo anunciou aumento de 80% das vagas na agenda de atendimentos com hora marcada nas agências.
O objetivo, segundo a superintendência, era amenizar as dificuldades enfrentadas por segurados que nem sequer conseguiam agendar atendimento ou procuravam vagas em outras cidades.
Essa alteração fez subir de 86,2 mil para 118,1 mil o número de requerimentos que entraram no órgão entre 19 de março e 30 de abril.

Reprodução

Houve impacto também no tempo entre o pedido, feito por telefone 135 ou site, e o atendimento nas agências: o intervalo atual varia de 12 dias, na Grande São Paulo, a 18 dias, na capital. No interior, a espera é de 17 dias. No restante do país, o atendimento leva entre 40 e 100 dias.
O INSS ainda não tem números que permitem afirmar que as alterações aceleraram ou, pelo contrário, retardaram liberações de benefícios.
O fato positivo para o segurado é que, ao conseguir agendar o atendimento, é aberta a contagem para o pagamento dos atrasados.
No mês passado, em São Paulo, o intervalo entre requerimento e pagamento da aposentadoria por tempo de contribuição era de 96 dias e, na por idade, de 77 dias. A partir do 45º dia de espera, os valores retroativos têm correção da inflação.
Só há pagamento dos atrasados quando é confirmado o direito ao benefício pedido pelo cidadão. Para não perder tempo, portanto, é importante verificar se as exigências foram cumpridas.
Mais chances de ser atendido
> O INSS está com um número maior de vagas para atender quem quer pedir um benefício no estado de São Paulo
> A medida não significa maior agilidade na liberação dos pagamentos, mas permite ao segurado entrar na fila de espera e garantir os atrasados, quando o direito é confirmado
ABERTURA DE VAGAS
> No dia 19 de março, o INSS abriu mais vagas de atendimento com hora marcada nas agências da Previdência
> Segurados que esperavam meses para ir ao posto passaram a encontrar agenda aberta na mesma semana
MUDANÇAS
> Para fazer a fila andar, o tempo que os servidores têm para atender os segurados foi reduzido de uma hora para 30 minutos
> Atendimentos complicados, que precisam de uma análise mais detalhada, passaram a ser enviados para grupos de trabalho
> O horário de atendimento sem hora marcada ficou mais curto e hoje é das 7h às 13h; antes, era das 7h às 17h
PEDIDOS DE BENEFÍCIO SOB ANÁLISE DO INSS
> Estoque de processos a partir da abertura de mais vagas
No estado:
>> Em 19 de março: 86.250
>> Em 30 de abril: 118.114
Aumento de 36,94%
ou
31.864 foi o aumento na quantidade de segurados que conseguiram agendar atendimentos
Na capital:
>> Em 19 de março:  20.516
>> Em 30 de abril:  27.767
Aumento de 35,34%
ou
Na capital paulista, 7.251 segurados entraram no sistema após a mudança
ATRASADOS
> O prazo para concessão de benefícios é 45 dias a partir da data do pedido pela internet ou por telefone
> Quando o INSS estoura esse prazo, o valor dos atrasados recebe correção da inflação
NÃO ESPERA À TOA
A espera pelos atrasados será em vão se o segurado não tiver contribuições suficientes para se aposentar
CONFIRA ANTES
> Antes de pedir a aposentadoria, conte quantas contribuições já tem
> Essa informação está no Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais)
CONSULTA
> Acesse o site meu.inss.gov.br
> Clique em “Extrato Previdenciário (CNIS)”
> Será necessário preencher um cadastro
DOCUMENTOS
> É possível que nem todas contribuições estejam no Cnis
> Nesse caso, o INSS vai pedir provas dos recolhimentos
> Os documentos importantes são carteiras profissionais e carnês de contribuição (para autônomos)
AGENDAMENTO
Por telefone
> Ligue para 135, de segunda a sábado, das 7h às 22h
> Do telefone fixo ou público, a ligação é gratuita
> Quem usa o telefone celular paga a ligação local
Pela internet
> Acesse: meu.inss.gov.br
> Clique na opção “Agendamentos/Requerimento”
> Há opções para seguir com o agendamento com ou sem cadastrar senha
> Informe CPF, nome completo, data de nascimento e um telefone
> Digite o nome do serviço ou escolha uma das opções listadas
> Escolha o local onde quer ser atendido
DICA
Se não encontrar vaga na primeira busca, repita a procura
Fonte: Superintendência do INSS em São Paulo e meu.inss.gov.br
Fonte: Folhapress
Liziero, 20, imaginava que quando subisse para o profissional, seria aos poucos. Não foi assim. Em 11 de março estava de folga em casa. No dia seguinte, entrou em campo pelo São Paulo contra o Red Bull, pelo Paulista.
Ele é a face mais visível do CT de Cotia, que o São Paulo gostaria de transformar em grife tão conhecida quanto a dos Meninos da Vila. Desta, Rodrygo, 17, é representante.
Os dois se enfrentam neste domingo (20), às 16h, no Morumbi, no clássico entre São Paulo e Santos, pela sexta rodada do Brasileiro.

Reprodução
Rodrygo é Menino da Vila mas poderia ser visto como cria de Cotia. Ele jogava futsal pelo São Paulo aos 8 anos. Aceitou proposta para trocar de clube e ir para o Santos . Algo parecido com o que aconteceu com outro atacante que está na baixada: Gabriel.
“O Santos fez o convite, tinha o Neymar e tudo o que envolvia na época. Decidi vir para cá”, explicou.
Rodrygo apareceu para ajudar a solucionar a carência da falta de reforços para o técnico Jair Ventura. Liziero, quando subiu, já estava mais maduro.
“Tem moleque que sobe com 17 ou 18 anos. Eu subi com 20, talvez isso pode ter ajudado em alguma coisa. Mas cada um tem uma história. Não dá para todo mundo seguir do mesmo jeito”, diz o são-paulino, que recebe mensagens de companheiros que ainda estão no sub-20.
Os dois têm origens do futsal, mas se Rodrygo sempre teve a passagem para o futebol de campo na cabeça, o mesmo não pode ser dito de Liziero. Houve uma época em que ele quis jogar apenas salão e seu ídolo era Falcão, da seleção brasileira de futsal.
Ele não desejava mais o trauma de ser dispensado, como havia acontecido no São Paulo. Foi a mãe quem o convenceu a tentar de novo. Até porque o técnico que o mandou embora do clube foi o mesmo que o “redescobriu” e o chamou de volta.
“Não tem maior resposta de gratidão possível do que ganhar um título pelo São Paulo”, resume o lateral.
Ele diz que só depois vai pensar em futebol europeu, o que pode ser uma realidade próxima para Rodrygo. Seu pai estava na Espanha na semana passada e conversou com dirigentes do Barcelona. Se Neymar é o ídolo, ele pode traçar o mesmo caminho.
“Na minha casa não chegou nada”, ele desconversa, sobre uma possível proposta.
No momento, a preocupação da dupla é melhorar a condição de suas equipes no Brasileiro. O Santos está em 16º e próximo da zona de rebaixamento. O São Paulo está invicto, mas ocupa a 12ª posição porque, em cinco rodadas, ganhou apenas uma vez.
SÃO PAULO
Sidão; Éder Militão, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Liziero, Jucilei, e Nenê; Lucas Fernandes (Marcos Guilherme ou Shaylon), Diego Souza e Everton. T.: Diego Aguirre
SANTOS
Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Jean Mota e Vitor Bueno; Gabriel, Eduardo Sasha e Rodrygo. T.: Jair Ventura
Estádio: Morumbi, em São Paulo
Horário: 16h deste domingo
Juiz: Braulio da Silva Machado (SC)
Fonte: Folhapress
Após o término das inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), às 23h59 de ontem (18), os estudantes têm até a próxima quarta-feira (23) para pagar a Guia de Recolhimento da União (GRU). Os alunos de escolas públicas são isentos do pagamento. Para os demais, o valor da taxa é de R$ 82 e pode ser pago em agências bancárias e dos Correios, internet banking e lotéricas.
No caso dos concluintes do 3º ano do ensino médio da rede pública, o sistema de inscrição dará a isenção automaticamente, mesmo que o candidato tenha se esquecido de solicitá-la antes.

Reprodução

Até as 23h, mais de 6 milhões de candidatos estavam inscritos para a prova do Enem. O balanço final é aguardado para qualquer momento.
O Enem, além de avaliar o desempenho dos estudantes de escolas públicas e particulares do ensino médio, é uma ferramenta que ajuda na seleção de candidatos a ingressar no ensino superior e a ter acesso a programas do governo federal como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade para Todos (ProUni) e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).
As provas do Enem serão aplicadas em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro. Os resultados serão divulgados em janeiro.

Fonte: Agência Brasil
Os Correios vivem há alguns anos um momento de crise. Em 2015 e 2016, a empresa teve um prejuízo anual de R$ 2 bilhões. No ano passado, o prejuízo foi de R$ 1 bilhão.

Em 2017, um levantamento apontou que das 6.500 agências espalhadas pelo país, apenas 800 eram lucrativas para a empresa.

No ano passado, os Correios fizeram três PDVs (planos de demissão voluntária), com o objetivo de reduzir em mais de 11 mil pessoas o número de empregados. A empresa tinha 108 mil funcionários no Brasil, e o governo federal chegou a cogitar a privatização da empresa.

Foto: Reprodução



Apesar dos problemas e do aumento na insatisfação dos clientes, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab (PSD), disse ontem que o governo não pretende mais privatizar os Correios durante a gestão do atual presidente, Michel Temer (MDB).

Questionado pelo site G1, o ex-prefeito de São Paulo afirmou que “não faz sentido” dar prosseguimento à proposta de privatização neste momento, a poucos meses da eleição presidencial e já nas proximidades do fim do governo atual. “Deixaremos como legado uma empresa recuperada. E o debate [sobre a privatização dos Correios] vai ficar para o próximo governo”, disse.

Fonte: Folhapress
Jovem continua esperando pela entrega do veículo. (Foto: arquivo pessoal)

Diagnosticado com paralisia cerebral ainda na infância, o estudante André Nunes Nachtigall utilizou o Facebook para pedir que Whindersson Nunes divulgasse uma campanha de arrecadação de dinheiro para comprar um triciclo adaptado, que o auxiliaria a ir para a faculdade sozinho. O youtuber, com quase 29 milhões de inscritos em seu canal, surpreendeu com a resposta: “Onde é que tem esse troço, moço, nois compra agora!”

Whindersson deu todo o valor correspondente ao triciclo, e a empresa Honda contribuiu doando o valor da moto - o triciclo é feito em cima de uma motocicleta. No total, aproximadamente R$ 25 mil foram doados ao rapaz. A quantia foi depositada diretamente na conta do dono da empresa responsável pela construção do veículo adaptado, mas o triciclo não foi entregue até hoje, mais de um ano após o ocorrido. 

Estudante de engenharia da computação, o jovem precisa de ajuda da mãe para levá-lo numa cadeira de rodas à faculdade, em Pelotas, Rio Grande do Sul. Em conversa com o UOL, Natchtigall conta que o Whindersson e a Honda depositaram o dinheiro corretamente, mas não esperavam a atitude do empresário. De acordo com ele, o empresário que faria o veículo adaptado mora em Ananindeua, no Pará, e foi escolhido por ser considerado o único no país que faz a documentação para triciclo. 


Whindersson Nunes. (Foto: Divulgação) 
 
O caso foi levado à Justiça por Nachtigall, que está recebendo assessoria jurídica de duas estudantes e um professor de direito da universidade onde estuda, UFPel. Duas audiências já foram realizadas, ainda sem acordo. Whindersson ofereceu outro triciclo para o jovem, mas ele não aceitou.
O proprietário da empresa, identificado como Márcio, informou ao UOL que reconhece o atraso da entrega do triciclo, mas que não é “bandido”. O empresário culpabiliza a crise financeira e afirma não ter condições de entregar o veículo. De acordo com ele, a microempresa está imobilizada por falta de capital, afetada pelo “maldito governo, desde o PT”.
Márcio diz, também, que parte do triciclo já foi feita, como chassi e fibra, por exemplo, mas que não tem condição de finalizar o veículo agora. “Passo por dificuldades”, o empresário afirma.

Fonte: Jornal O Povo


As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam às 10h de segunda-feira, 7, e vão até o dia 18 de maio. Mesmo os candidatos que pediram isenção da taxa de inscrição no Enem devem se inscrever, na Página do Participante.

O pagamento da taxa de inscrição para quem não conseguiu a isenção, no valor de R$ 82, pode ser feito até o dia 23 de maio, nas agências bancárias, casas lotéricas e agências dos Correios.

Para fazer a inscrição, o participante deverá apresentar o número do CPF e do documento de identidade e criar uma senha. O número de inscrição gerado e a senha cadastrada deverão ser anotados em local seguro, pois serão solicitados para o acompanhamento da situação da inscrição na Página do Participante. Esses dados também serão usados para consulta do Cartão de Confirmação da inscrição e para a obtenção dos dados individuais dos candidatos.

Na hora da inscrição, o candidato deverá informar um endereço de e-mail válido e um número de telefone fixo ou celular, que serão usados para enviar informações sobre o exame. Também deve ser indicado o município onde o candidato quer realizar o exame e a língua na qual quer fazer a prova de língua estrangeira (inglês ou espanhol).

Atendimento

O candidato que necessitar de atendimento especializado ou específico deve fazer essa solicitação no ato da inscrição. O atendimento especializado pode ser pedido para pessoas com problemas como baixa visão, cegueira, deficiência física, deficiência auditiva, deficiência intelectual, dislexia ou autismo.

O atendimento específico pode ser solicitado para gestante, lactantes, idosos, estudantes em classe hospitalar ou com outras condições específicas.

Os candidatos travesti ou transexuais que desejarem também poderão pedir atendimento pelo nome social.

Provas

As provas do Enem deste ano serão realizadas em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro. o primeiro dia da prova, que reúne redação e questões de linguagens e ciências humanas, terá cinco horas e meia de duração e o segundo dia, com questões de ciências da natureza e matemática, terá cinco horas.

Os resultados do Enem poderão ser usados em processos seletivos para vagas no ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).
A socialite turca Mina Basaran, uma das onze vítimas de umacidente aéreo no Irã neste domingo (12), era influenciadora digital e filha do bilionário Huseyin Basaran. O perfil dela no Instagram conta atualmente com quase 86 mil seguidores. Em 2017, ela fez um ensaio fotográfico para a revista de moda "Vogue", destacando que usava joias e roupas de marcas famosas.

Mina tinha viajado com sete amigas para Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, onde fez sua despedida de solteira. Elas ficaram hospedadas no luxuoso hotel One&Only Royal Mirage. Segundo a imprensa local, a jovem de 28 anos era noiva do turco Murat Gezer desde outubro de 2017 e se casaria em abril.
Foto que foi postada no Instagram de Mina Basaran mostra ela e amigas em hotel de luxo em Dubai com a legenda #minasbachelorette (despedida de solteira da Mina). Mídia turca diz que amigas eram as passageiras de jato que caiu neste domingo (11) no sudoeste do Irã (Foto: Reprodução/Instagram/Mina Basaran)
Foto que foi postada no Instagram de Mina Basaran mostra ela e amigas em hotel de luxo em Dubai com a legenda #minasbachelorette (despedida de solteira da Mina). Mídia turca diz que amigas eram as passageiras de jato que caiu neste domingo (11) no sudoeste do Irã (Foto: Reprodução/Instagram/Mina Basaran)


Quando o grupo voava de volta para Istambul, o avião particular, que pertencia à família de Mina, caiu em uma região montanhosa do Irã. Todas as 11 pessoas que estavam a bordo morreram. A queda ocorreu às 8h09 (hora local, 11h39 em Brasília), pouco depois de o piloto reportar "problemas técnicos" e pedir autorização para descida.


Negócios


Mina participava dos empreendimentos do pai e era proprietária do Ramada Resort Bodrum, na Turquia, e da agência de passeios de barco CMB Yachts. Ela também atuava como membro do conselho de administração da Başaran Yatırım Holding, que reúne empresas nas áreas de turismo e aviação.


A jovem se formou em administração de marcas de luxo na instituição privada European Business School London, no Reino Unido. Também estudou administração de empresas na Koç University, na capital turca. 

Fã clube de Mina posta foto da empresária. (Foto: Reprodução/Instagram)
Fã clube de Mina posta foto da empresária. (Foto: Reprodução/Instagram)



Em sua página do Facebook, Mina costumava postar notícias sobre seu empreendimento imobiliário "Mina Towers" – apartamentos em um condomínio de luxo, com piscina interna e externa, áreas de lazer, academia, sauna e spa. O principal apelo da construção é oferecer "um espaço de vida feliz".

Fonte: G1
Um vereador de Jaguaribe, a 300 km de Fortaleza, e duas mulheres morrem em acidente na cidade. Flávio Machado Bezerra, conhecido por “Louro”, seguia do distrito de Feiticeiro para a sede do município quando o carro que guiavam saiu da pista e capotou. Ele levava no automóvel José Jeferson Bezerra, 23. O jovem caiu de um cavalo durante vaquejada realizada na região e estava sendo socorrido por Louro. O político pretendia levá-lo ao hospital. A morte ocorreu por volta de 3 horas deste domingo, 11. As informações foram confirmadas por policial civil do município. 

Foto: via Whatsapp 


Jeferson sobreviveu ao acidente e está em observação pelos médicos da cidade. Além do parlamentar, morreram no capotamento Adriana Rodrigues da Silva, 23, e Cláudia Ferrufiano da Silva, 25, que estavam no veículo. Três pessoas ficaram feridas: Manoel Salgado da Silva Neto, 20, Ludmila Feitosa, 14, e Carla Michele da Silva, 15. Os dois primeiros foram encaminhados a Fortaleza pra atendimento médico. Carla já foi liberada.
Preso em flagrante por suspeita de participação na Chacina do Benfica, Douglas Matias da Silva, 26 anos, disse em depoimento pertencer à facção criminosa Guardiões do Estado (GDE). Aos policiais da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas (Draco), o investigado de envolvimento na execução de sete pessoas na praça da Gentilândia e vizinhança, afirmou que “decidiu entrar para essa organização criminosa em razão de estar sendo ameaçado de morte por elementos da facção Comando Vermelho do Bairro de Fátima”. Lugar onde residia e localizado próximo aos três locais da matança do Benfica.

Douglas Matias também contou na delegacia que uma das armas apreendidas com ele, pelos policiais civis, foi comprada em um “grupo de WhatsApp da GDE”. O suspeito, que não respondeu sobre a autoria dos homicídios em massa nem se pertencia a alguma torcida organizada, foi preso na noite de ontem, no bairro do Meireles quando estava na casa de sua companheira.

Chacina do Benfica terminou com sete vítimas fatais (Foto: Aurélio Alves/ESPECIAL PARA O POVO)

O preso, que é processado por roubo, receptação e um homicídio, foi localizado após a polícia seguir pistas de um carro modelo Fiat Punto, branco, de placa clonada OCP 9240. Veículo que aparece nas imagens das câmeras de segurança instaladas nos locais da chacina e também relatado em depoimento de testemunhas. 

No Punto estariam três pessoas, uma delas Douglas Matias, que na delegacia confirmou ter dirigido o automóvel no dia e horário da tragédia do Benfica. Segundo depoimento dele, na noite do dia 20/3, após ter ido para um aniversário de um comparsa de facção, no bairro do Lagamar, se ausentou da festa por volta das 21 horas.
 
De acordo com Douglas, ele teria saído para emprestar o Punto a um homem conhecido por “Smite” no bairro Antônio Bezerra. Para voltar para o aniversário, o acusado teria pego um Uber e, à meia-noite, Smite teria lhe devolvido o carro no bairro Lagamar.
 
De posse novamente do Punto, Douglas Matias, que usava uma carteira de motorista falsa em nome de Alexandre Garcia, se ausentou novamente da festa e guardou o veículo na garagem do apartamento da companheira, no bairro Meireles. Lá, deixou o veículo rastreado por policiais da Draco, e retornou à festa no Lagamar. Agora, segundo depoimento, usando o carro pertencente à namorada, um Jeep Renegade

O Povo on Line 
Entre 7 horas da manhã desta sexta-feira, 9, e 7 horas da manhã deste sábado, 10, apenas 22 municípios registraram chuvas. O maior acúmulo de precipitação ocorreu em Fortaleza, com 115 milímetros, seguido por Uruoca, a cerca de 300 km da Capital, que registrou 54 mm. A precipitação foi a maior do ano na Capital. Antes, a mais forte chuva registrada na Capital havia sido no dia 17de fevereiro: 75 mm.
Historicamente, março é considerado o mês com mais volume de chuvas no Estado, mas desde o dia 4 a intensidade de precipitação diminuíram. De acordo com os meteorologistas, a queda ocorre devido à alta pressão sobre o ar, que o impede de subir e formar nuvens.

Imagem mostra ceu nublado com nuvens carregadas. Abaixo há a foto de uma rua de Fortaleza e prédios

Ao todo 34 postos pluviométricos do Ceará registraram chuvas. A previsão para este sábado, 10, no Estado, é de nebulosidade variável com eventos de precipitação em todas as regiões. As informações foram atualizadas pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) até às 10h00.

10 maiores chuvas por Municípios no dia:


Fortaleza (Posto: Pici): 115.0 mm


Fortaleza (Posto: Castelao): 79.0 mm


Uruoca (Posto: Paracua): 54.0 mm


Itaitinga (Posto: Seman): 42.0 mm


Fortaleza (Posto: Fund.ma.nilva(agua Fria)) : 35.0 mm


Fortaleza (Posto: Messejana): 31.2 mm


Paracuru (Posto: Poço Doce): 31.0 mm


São Gonçalo Do Amarante (Posto: Santo Amaro): 29.0 mm


Miraíma (Posto: Miraima): 28.0 mm


Granja (Posto: Pessoa Anta): 25.0 mm


Redação O POVO Online
Sete pessoas foram mortas na quarta chacina registrada neste ano no Ceará, confirmou a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Na noite de sexta-feira, 9, no bairro Benfica, em Fortaleza, um grupo armado usou dois veículos para promover o massacre na Praça da Gentilândia, na sede da Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF) e na rua Joaquim Magalhães.

Conforme as informações preliminares da Pasta, a matança começou na Praça. Por volta de 23h30min, suspeitos em um carro modelo Honda Civic pararam e dispararam contra a multidão. O local e bares do entorno estavam lotados, muitos eram estudantes que vinham de festa realiada na Concha Acústica da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Ação

Segundo testemunhas que estavam na região, os disparos começaram por volta de 23h30min. Um grupo armado chegou de carro e começou a atirar contra pessoas que estavam na Praça da Gentilândia. Morreram José Gilmar Furtado de Oliveira Júnior, 33, Antônio Igor Moreira e Silva, 26, e Joaquim Vieira de Lucena Neto, 21. Os dois primeiros tinham antecedentes criminais.

Simultaneamente, na Vila Demétrio, nas proximidades da sede de uma torcida organizada, suspeitos em outro veículo atiraram em um grupo de jovens que bebia no local. Lá, morreu Carlos Victor Meneses Barros, 23. 

Cruzamento de ruas próximo à Praça da Gentilândia. Há um carro estacionado e a rua está interditada por um carro do Samu e um da PM
(Foto: Matheus Facundo/Especial para O POVO)


Na fuga, na Rua Joaquim Magalhães, os criminosos atiraram contra duas pessoas que usavam uniforme da TUF e seguiam para a sede da entidade. Dos alvos, Pedro Braga Barroso Neto, 22, faleceu no local. Ele também tinha antecedentes criminais.

Feridos

Quatro pessoas baleadas nas ocorrências foram levadas ao Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza. Duas não resistiram aos ferimentos e morreram na unidade hospitalar, são eles: Emilson Bandeira de Melo Júnior, 27, e Adenilton da Silva Ferreira, 24.

Em nota, a SSPDS informou que as polícias Civil e Militar estão em diligências à procura de suspeitos de promoverem o massacre. "A Polícia Civil apura as circunstâncias de cada caso e se há relação entre eles no sentido de identificar e prender os autores das mortes", informou a nota.

Chacinas

Esta é a maior sequência de chacinas registradas no País. Em três meses, já foram quatro no Ceará. A primeira, em 7 de janeiro, ocorreu em Maranguape, com quatro pessoas mortas. A segunda, com o maior número de vítimas, ocorreu no bairro Cajazeiras, com 14 mortos na madrugada de 27 de janeiro. Na até então última, dez detentos foram assassinados por outros internos da Cadeia Pública de Itapajé.




IGOR CAVALCANTE 
O Povo On Line
O Fortaleza retomou a liderança da 2ª fase do Campeonato Cearense com uma vitória simples diante do Uniclinic, na noite desta quinta-feira, 8, no estádio Domingão, em Horizonte. O único gol da partida foi marcado por Tinga, resultado de uma bola aérea, jogada forte do Tricolor de Rogério Ceni. Pelo alto, Leão já balançou as redes nove vezes.

Antes de a bola rolar, foi realizado um minuto de silêncio em respeito à morte do ex-repórter policial do O POVO, Landry Pedrosa, que faleceu aos 73 anos na última terça-feira, 6, em decorrência de uma leucemia. Com o triunfo, o Fortaleza chegou aos sete pontos em três partidas (duas vitórias e um empate). A liderança do clube do Pici é acompanhada pelo Ceará, que vem logo atrás na 2ª posição com quatro pontos, mas com um jogo a menos.

Tinga foi o único gol da partida (Foto: Julio Caesar/O POVO)

O Uniclinic tem um ponto em dois jogos. A campanha na 2ª fase se resume a uma derrota e um empate.

A Águia da Precabura volta a campo diante do Ferroviário no Domingão, na próxima segunda-feira, 12. O Tricolor enfrenta o Floresta na próxima quarta-feira, 14, também no estádio Domingão.

O jogo

O Leão passou longe de ser brilhante no Domingão. Entretanto, fez o suficiente para sair com a vitória. Ceni lançou uma equipe com novidades no esquema 4-3-3. O time entrou em campo com três zagueiros, mas com Adalberto jogando improvisado na lateral-esquerda. Já Bruno Melo, lateral de origem, foi escalado como atacante no trio ofensivo junto com Edinho e Gustavo.

Na prática, o esquema não deu certo. O Fortaleza tinha dificuldades para envolver o adversário com jogadas rápidas e com profundidade pelas laterais. Alan Mineiro, escalado com titular, não aproveitou a chance e teve participação discreta, tanto que foi substituído no 2º tempo por João Henrique.

Aos 36 minutos do 1º tempo, Ceni tratou de mudar a formação, colocando Osvaldo no lugar de Diego Jussani, que já tinha cartão amarelo. Assim, Adalberto voltou para a zaga e Bruno Melo para a lateral-esquerda, e o ataque ficou com Osvaldo, Gustavo e Edinho.

Do outro lado, o Uniclinic tinha uma proposta defensiva, com a escalação de três zagueiros, e buscava explorar os contra-ataques. Na parte ofensiva, a Águia da Precabura tinha pouca inspiração.

No 2º tempo, o jogo foi quase que um repeteco do período inicial. O placar seguiu inalterado até os 19 minutos da etapa final. Foi aí que Bruno Melo, em cobrança de falta, lançou a bola na área do rival. A bola passou por toda a zaga do Uniclinic e achou Tinga, livre de marcação, para cabecear para o fundo das redes.

Na sequência, o Fortaleza ainda lançou a campo Leonan no lugar de Edinho. No Uniclinic, o técnico Luan Carlos tentou mudar o placar do jogo colocando Zé Aquiraz e Iury. Antes do término do confronto, o time da Precabura ainda viu Iury ser expulso após acumular dois cartões amarelos. Do lado tricolor, Felipe foi expulso. Nos acréscimos, Anderson Sobral ainda cabeceou uma bola na trave. Leão e Águia seguiram na disputa até os 49 minutos do 2º tempo.

Fonte: O Povo on line