MAIS DE 6 MIL PROFISSIONAIS VÃO TRABALHAR NA CORREÇÃO DA REDAÇÃO DO ENEM

Plantão Ceará | 12:26:00 | 0 comentários




O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou, nesta terça-feira (6), que 6.386 profissionais atuarão na correção das redações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012.
Foto: Agência Brasil
Desse total, 5.683 trabalharão diretamente com os 4,1 milhões de redações que serão corrigidas neste ano. O exame foi realizado no último fim de semana (dias 3 e 4) para estudantes de todo o país.
Entre os demais avaliadores, 229 atuam como supervisores, 12 como coordenadores de banca e 462 como auxiliares de supervisão. De acordo com o presidente do Inep, Luiz Cláudio Costa, esses servidores trabalham para garantir a qualidade da correção das redações.
A partir desta edição do Enem, os alunos terão acesso às redações corrigidas para fins pedagógicos a partir de 15 de fevereiro de 2013, no site do Inep. Entretanto, os candidatos não poderão usar esse acesso como base para recursos na comissão organizadora da prova. O resultado final do exame será divulgado três semanas antes da abertura de acesso à redação, no dia 28 de dezembro. 
“Nós estamos garantindo a ele [candidato] todos os recursos na correção para que tenha tranquilidade. E,  tendo a nota, poderá reorientar-se, porque esse é o processo educativo. Tenha ele entrado na universidade ou não”, explicou Costa.
Todos os profissionais envolvidos na correção da redação passam por um segundo treinamento presencial e a distância desde ontem (5) até a semana que vem, dia 14. Segundo Luiz Cláudio, o treinamento prepara os corretores para avaliar o tema deste ano: O Movimento Imigratório para o Brasil no Século 21. A partir do dia 15 de novembro, as redações dos candidatos já começam a ser corrigidas.
Notas
O número de corretores de redação foi ampliado em 40% para o Enem 2012. Dois professores avaliarão o desempenho dos alunos, que podem receber até 200 pontos para cada uma das cinco competências (domínio da norma padrão da língua portuguesa, compreensão e desenvolvimento do tema utilizando várias áreas do conhecimento, construção e defesa de um ponto de vista, construção de argumentação e proposta de intervenção para o problema, respeitando os direitos humanos).
Havendo divergências acima de 200 pontos em todas as competências somadas ou superior a 80 pontos em qualquer um dos cinco itens avaliados, a prova será corrigida por um terceiro avaliador. No caso, a nota final será a média aritmética das duas notas totais que mais se aproximarem.
O Inep estima que 1,2 milhão de redações passem pela terceira avaliação. Caso ainda persista a divergência de notas, outra banca composta por três professores dará a nota final do participante. Até o exame anterior, a margem para discordância era 300 pontos.
A previsão do Inep é que o corretores avaliem, no máximo, 100 redações por dia. Luiz Cláudio Costa ressaltou que os corretores serão supervisionados durante todo processo de correção das redações para garantir a qualidade da avaliação.
O avaliador que não corresponder ao padrão exigido pelo Inep poderá ser dispensado das correções. “Nós criamos um fluxo que vai dar muita segurança ao estudante”, assegurou Costa. A redação é digitalizada em Brasília pela organizadora do exame e será distribuída online aos corretores localizados em todo o país.
FONTE: DN

Category:

About GalleryBloggerTemplates.com:
GalleryBloggerTemplates.com is Free Blogger Templates Gallery. We provide Blogger templates for free. You can find about tutorials, blogger hacks, SEO optimization, tips and tricks here!

0 comentários